terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Lobinho foi roubado

Fica em Santa Catarina, mas todos precisam divulgar pois a internet vai longe , cruza fronteiras de paises que dira dentro do nosso proprio pais.
O cachorro precisa ser encontrado. E a verdade vira a tona, ele na e pelagem mexicano, nao vale nehuma fortuna no mercado livre, mas e sim um lindo viralata, com sarna demodecia, mas que vale milhoes para quem o ama. A dona quer encontra-lo, entao vamos ajuda-lo, pois ele precisa passar o natal em casa.Ele ja sofreu muito e merece ser feliz com sua dona.
DIVULGUEM PARA TODOS OS SEUS CONTATOS POR FAVOR



QUE HISTORIA INCRÍVEL!!!!



Quero contar para vocês uma estória que me deixou perplexa. É uma daquelas estórias do "arco da velha" e teria tido um final muito feliz não fosse pela maldade humana como protagonista do seu final.
Vocês se lembram do Lobinho?



Os Amores de Lobinho - Junho de 2009

Por Maria da Graça Dutra


O primeiro amor que passou pela vida de Lobinho certamente foi Rosa, que trabalha como voluntária na favela do Alto da Caieira do Saco dos Limões, onde Lobinho vivia, ou melhor, sofria, doente e desnutrido no meio do lixo.





Rosa resolveu trazê-lo para uma consulta na Coobea (junho/09) e enquanto Lobinho esperava para ser atendido no consultório, passou por ele seu segundo amor: Graça. Esta vendo tanto sofrimento e miséria decidiu hospedá-lo até sua total recuperação, mesmo sabendo que talvez nunca fosse adotado devido a sua aparência "exótica".



E foi durante sua estadia na Coordenadoria do Bem-Estar Animal que Lobinho conheceu mais um de seus amores, dessa vez, um amor canino. O nome dela é Jolie, e por coincidência, veio da mesma favela e em situação muito semelhante.



Talvez até já se conhecessem, não sabemos, mas o fato é que desde o momento em que se encontraram não se separaram mais. Vivendo, comendo e dormindo juntinhos. O romance chamou a atenção de todos os funcionários da Coobea, sendo apelidados de "o casal".

E foi então que na tarde de 22/08, Lobinho conheceu o seu amor maior: Bernadete. Durante uma tarde de Cão Terapia muitos animais despertam a atenção de adotantes por sua beleza, simpatia ou docilidade, mas Lobinho, apesar de ser um vencedor e estar em ótima forma física não é propriamente um campeão de beleza...rssssss ...mas há quem o ache extremamente charmoso e com um topete de muita personalidade!



E foi assim que Lobinho foi adotado e terá uma tutora carinhosa, loira e linda, assim como ele mesmo, no dia que seu pelo crescer completamente. E não percam o final da história... Lobinho foi adotado levando junto sua, a essas alturas, esposa, Jolie!

Dezembro/09

Felizes na sua nova casa ficaram bonitos e gordinhos mas Lobinho que é portador de SARNA DEMODÉSICA não recuperou o pelo. Sua nova tutora passeava sempre com eles pela vizinhança e ao ser interrogada sobre a estranha aparência de Lobinho respondia muito orgulhosa "é um cão pelado-mexicano, uma raça muito rara!" Afinal, para que dizer que era sarna demodésica...e o Lobinho ficou conhecido nas redondezas da Vargem Grande como o cão de raça rara, possivelmente muito caro.

Foi então que na madrugada de sexta feira, 04/12, parou um caro na frente da casa e roubou o Lobinho! Isso mesmo, o vira-lata da favela da Caieira do saco dos Limões, com sarna demodésica foi roubado, deixando inconsoláveis sua tutora e sua esposa Jolie, que a cada dia que passa está mais magrinha pois se recusa a comer.

Agora vocês me digam, é justo que este pobre e sofrido cão volte a sofrer porque um desclassificado o roubou para vender ou trocar por drogas?

Eu própria, que tanto investi nele estou inconsolável.

Me ajudem, por favor, divulgando esta história até que alguém nos dê alguma informação ou que os bandidos sabendo que não poderão vende-lo o abandonem para que possamos encontra-lo.

Obrigada a todos.

Graça



Por favor, repassem. Quem encontrar o Lobinho, avise a Graça no site da COOBEA abaixo.

Obrigado!

Robson



O site da COOBEA é http://www.pmf.sc.gov.br/bemestaranimal/



Evey
codinomeevey@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário